segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Ciclídos Episode 1...

Sempre, em minha tenra infância, tive grande fascinação por animais de estimação. Confesso que, como todos os jovens, por mais que gostamos dos animais, somos prejudicados pela nossa grande impaciência de entendê-los, de cuidá-los, e de orientá-los. Os peixes para mim sempre foram criaturas muito fascinantes. Já tive aquários de plantas, aquários de beta, aquário dos tão famosos ‘neons’. Mas confesso que por minha própria impaciência e um pingo de desleixo aquela vontade de tê-los em minha vida, passou. E passou por muito tempo...

Contudo minha mãe Ângela e os jardineiros quebraram esta corrente o ano passado, quando ela mesma comprou um vaso de tamanho médio/grande, onde metade se planta e metade é um aquário artificial. Ela colocou um filtro interno, de camadas, com uma bomba submersa e peixes ‘carpas’. No fundo, pedras de rios e outras pedras que eu e meus amigos em nossas caminhadas trazemos dos diferentes cantos de nossa natureza. Confesso que aquele aquário ficou lindo, de fácil manutenção e acabou por abrir outras oportunidades, aguçando o meu sentido para a compra de um novo aquário.

Pesquisei muito os tipos de peixes que o mercado hoje ainda disponibiliza. Com as novas restrições tanto do IBAMA quanto das lojas, os aquários marinhos que até então sonhava comprar ficaram arquivados em minha memória: primeiro pela questão do valor, segundo pela manutenção alta e cara e terceiro pelos materiais que colocamos no aquário serem eles artificiais ou naturais são muito caros.

Daí surgiu a idéia dos ciclícios africanos. Meu amigo, Denny, da Aqualife onde conheço à tempos, possui um montado em sua loja, e aquele estilo “marinho falsificado” ficou na minha cabeça. Quis entender como as rochas e corais que tornam a água tão alcalina, suportam peixes de água doce! Fiquei encantado, e com aquelas luzes rocha e rosa, deram um ar de marinho, com peixes de cores fortes e vivos!

Montei este aquário no dia 16 de dezembro de 2009, onde deixei a água ‘batendo’ por mais de 30 dias, para tornar alcalina, evaporar o cloro e tornar, naturalmente, uma água ‘pesada’ além de criar a tão famosa ‘biologia’. Coloquei os primeiros peixes no mês de janeiro de 2010, exatamente no dia 05.

No total foram 10, 2 cada espécie, e a montagem inicial você confere neste vídeo pequeno, de menos de 4 minutos, onde mostra a disposição das rochas, os peixes já adaptados e os filtros utilizados. O vídeo está ‘adiantado’ (não está em as velocidade normal) para fechar, com chave de ouro com a música escolhida. Espero que gostem!


See more at Vimeo and Flickr. Do it!

2 comentários:

Celsao disse...

Que lindo q fico esse aquarioooooooooooooo... Parabens!!!

Udo Matiello disse...

Valeu campeão!
Um faleceu hoje, um amarelo, dia 25.01.2010, não aguentou com a 'fraca' biologia...
Mas coloquei a semana passada mais 10... estou com 19...
Vou fazer outro e te mando! :)
Abraços!